Ministério da Cultura e Turismo

FREDSON BACAR INSTA AOS FAZEDORES DAS ARTES E CULTURA A DIVULGAREM O NOSSO MOSAICO CULTURAL

O Vice-Ministro da Cultura e Turismo Fredson Bacar, dirigiu no dia 21 de Maio, na cidade de Maputo, as cerimónias do Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e Desenvolvimento. A data foi celebrada sob o lema “Construindo Melhor Rumo à um sector de Cultura mais Resiliente e Impactante ao longo da COVID-19 e […]

O Vice-Ministro da Cultura e Turismo Fredson Bacar, dirigiu no dia 21 de Maio, na cidade de Maputo, as cerimónias do Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e Desenvolvimento. A data foi celebrada sob o lema “Construindo Melhor Rumo à um sector de Cultura mais Resiliente e Impactante ao longo da COVID-19 e da Década de Acção”.

O evento decorreu na Feira de Artesanato (Flores e Gastronomia) de Maputo (FEIMA), com exibição de várias expressões artístico-culturais, destacando exposições de arte e artesanato, livros e gastronomia.

Na sua intervenção, o governante fez referência as celebrações da Semana e do Dia 25 de Maio, Dia de África que é comemorado num ano especial, pelo facto dos Chefes de Estado e de Governos da União Africana o terem declarado 2021 ano das “Artes, Cultura e Património da Humanidade: Alavancas para a Construção da Africa que Queremos”.

Fredson Bacar, afirmou que “as celebrações culturais estimulam o respeito e a abertura de espírito para outras culturas. Significa entender que cada indivíduo é único e é necessário respeitar as diferenças individuais a todos os níveis. O Dia da Diversidade Cultural é um meio de celebrar essas diferenças. A frase “pense global, mas aja localmente”, forneceu a inspiração para entender que o mundo é de facto uma sociedade multicultural em que cada cultura tem um papel a desempenhar. A efeméride contribui para uma sensação de conforto e sentimento de pertença porque a celebração reúne famílias e permite que as pessoas se reconectem com os amigos, onde se reforçam valores como liberdade, fé, integridade, uma boa educação, responsabilidade pessoal, uma forte ética de trabalho e o valor de ser altruísta.”

Na sequência, o dirigente instou aos fazedores das artes e cultura, a não deixarem que o COVID19, a questão dos insurgentes em Cabo Delgado e a instabilidade na zona centro os abalem, pois não há mal que tire o prazer daquilo que melhor sabemos fazer, “a ARTE”. Juntos somos mais fortes e podemos ultrapassar todos os obstáculos. Continuemos a conservar, preservar, promover e a realizar uma ampla divulgação do nosso vasto e rico património natural, material e imaterial, como museus, monumentos e sítios históricos, matas sagradas, as danças e canções, as fontes orais e escritas, entre outras para usufruto da população e para o fomento do turismo cultural.”

De referir que a semana comemorativa do Dia de África coincide com o 58º aniversário da criação da União Africana a 25 de Maio 2021, no quadro do espírito UBUNTU para as “Artes, Cultura e património da Humanidade: Alavancas para a Africa que Queremos”.







Sugestões e Reclamações

Numero de Visitas:

hacklink al hd film izle php shell indir siber güvenlik blog

kadikoy moto kurye umraniye moto kurye tuzla moto kurye atasehir moto kurye moto kurye moto kurye moto kurye moto kurye moto kurye