esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes esportes Ministério | » FREDSON BACAR DIRIGE AS CERIMÓNIAS CENTRAIS DO DIA DE ÁFRICA FREDSON BACAR DIRIGE AS CERIMÓNIAS CENTRAIS DO DIA DE ÁFRICA – Ministério

Ministério da Cultura e Turismo

FREDSON BACAR DIRIGE AS CERIMÓNIAS CENTRAIS DO DIA DE ÁFRICA

Sob o lema: “Artes e Cultura e Património da Humanidade, Alavanca Para a Construção da África que Queremos”, o Vice-Ministro da Cultura e Turismo Fredson Bacar, em representação do Governo de Moçambique, dirigiu ontem, dia 25 de Maio, as cerimónias centrais do Dia de África que coincidiram com o encerramento da semana comemorativa alusiva a […]

Sob o lema: “Artes e Cultura e Património da Humanidade, Alavanca Para a Construção da África que Queremos”, o Vice-Ministro da Cultura e Turismo Fredson Bacar, em representação do Governo de Moçambique, dirigiu ontem, dia 25 de Maio, as cerimónias centrais do Dia de África que coincidiram com o encerramento da semana comemorativa alusiva a efeméride em Moçambique.

Intervindo na ocasião, o Presidente do Conselho Municipal de Maputo, Eneas Comiche, frisou que “o lema das celebrações do Dia de África, levam-nos a reflectir sobre a verdadeira África que queremos e a necessidade de se valorizar o vasto património que o continente possui, as obras arquitetónicas e sociais que marcam várias gerações universais, despertando o orgulho de África como berço da humanidade.

Na sequência, o Director dos Serviços de Assuntos Sociais, Artur Dombo em representação da Secretária de Estado da Cidade de Maputo, referiu que ao celebrar o Dia de Africa sob o lema “Artes e Cultura e Património da Humanidade, Alavanca Para a Construção da África que Queremosé uma forma de reconhecimento de que toda a construção de África, presente e futuro, deve estar sempre assente no contexto do reconhecimento incondicional da identidade dos africanos está intrinsecamente ligado as artes e cultura, pois estas são o elemento abnegador dos povos africanos razão pela qual este rico e diversificado património representa um triunfo especial para a promoção do continente na arena global visando o desenvolvimento sustentável de África.

Por sua vez, Fredson Bacar, na sua intervenção, enalteceu o papel dos fazedores das artes e culturas pela entrega abnegada na preservação dos mais emblemáticos valores da cultura moçambicana, desde a dança, música, artes plásticas, artesanato, audiovisual e cinema. “Hoje celebramos o ponto mais alto das festividades do Dia de África cujas actividades tiveram início a 18 de Maio, aquando do lançamento da semana de África. Tivemos uma semana de verdadeira divulgação da nossa cultura. Uma semana rica em que, como moçambicanos e africanos, comemoramos a nossa diversidade corporizada no nosso rico e diversificado património cultural material e imaterial. A semana africana foi de festa, de reflexão e debates sobre o papel das artes e cultura na construção de uma África mais justa, inclusiva e solidária. Não temos dúvidas que a África que queremos passa pela crescente valorização da Cultura, pela consciência do caminho que devemos percorrer para que, efectivamente, as artes e cultura façam parte da equação para a promoção do desenvolvimento sustentável e que sejam efectivamente catalisadores do desenvolvimento da nossa África.”

O evento decorreu no Centro Cultural da Universidade Eduardo Mondlane com declamação de poesia pelo Obede Lobadias e o auge das celebrações foi o espectáculo memorável da Companhia Nacional de Canto e Dança (CNDC), acompanhada pelos grupos de Timbila Tatho, Timbila do Conselho Municipal da Cidade da Cidade de Maputo e João Cossa. O espectáculo com duração de 58 minutos correspondente ao 58º Aniversário da fundação da Organização da Unidade Africana (OUA), sob a direcção da Perola Jaime, contou com a presença de diversas individualidades, com destaque para o Vice-Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Presidente do Conselho Municipal de Maputo, Secretário de Estado de Desportos, Representante da Secretária de Estado da Cidade de Maputo e Membros do Corpo Diplomático Acreditado em Moçambique.







Sugestões e Reclamações

Numero de Visitas:

kadikoy moto kurye umraniye moto kurye tuzla moto kurye atasehir moto kurye moto kurye moto kurye moto kurye moto kurye moto kurye